Jornada do prazer
E aí ela falou coisas bonitas, agradáveis e gostosas de escutar
Que até parecia um beijo num bebê
Que a gente bota pra dormir e sonhar
energizou meu corpo  com a luz potente do seu enorme olhar
Lambeu bem devegar minha pele como se fora um ato de purificar
Foi botando lenha na fogueira
Fome de criança
Até totalmente me excitar
Com aquela mão de seda torturando
Maltratando
Alisando
Num tocando sem tocar
Subir pelas paredes, pular de cabeça, gemer, chorar, uivar, gritar
Meu Deus é bom demais e tudo azul
mamãe eu quero mais é mergulhar!
Calma meu bebê, calma, nós vamos viajar
Estrelas na cabeça, sol no peito, mel nos lábios
Cheiro de mar
Ela penetrou com a veemência que só a vida sabe ter
O doce e o sal
O bem e o mal
O fogo e o céu
No jogo da jornada do prazer
 

Login do Usuário

Usuários Online

Nós temos 38 visitantes online

Estatística

Visualizações de Conteúdo : 111842